Autor: Andreia Penedo

Development

Findos quase seis anos de experiência no mundo profissional na área das Tecnologias de Informação questiono-me sobre qual será o fator que mais me valoriza enquanto trabalhadora, a especialização numa determinada área ou adquirir um vasto conhecimento em várias áreas? Há quem defenda que a especialização tem vantagens sobre a generalização de conhecimentos, e que esta tem mais procura por parte das empresas. Do meu ponto de vista ambas apresentam vantagens e desvantagens. A especialização apresenta vários benefícios. Um especialista pode alcançar o topo da carreira mais facilmente. Assumindo que atua numa área com saída, as empresas estão dispostas a pagar um valor acima da média por essa especialização de forma a terem perto de si um recurso que consideram valioso. Se formos especialistas, numa determinada área ou tecnologia, podemo-nos tornar num ponto de referência nessa área, sendo chamados a participar em projetos aliciantes e desafiantes e em tomadas de decisão importantes. No entanto, a especialização pode apresentar também as seguintes desvantagens: Caso nos especializemos demasiado numa determinada área e tendo em conta que o mundo e a tecnologia estão em contínua mudança corremos o risco de facilmente perdermos o nosso valor perante a empresa que nos contratou, se a tecnologia na qual trabalhamos ficar desatualizada. Se formos demasiado especializados a empresa pode ter dificuldades na atribuição de trabalho caso deixe de necessitar de alguém daquela área, sendo que o número de empresas para as quais poderíamos ser uma mais-valia também diminui. Trabalhar na mesma área pode tornar-se ao fim de algum tempo demasiado entediante, faltando a dose de desafio pretendida para que nos sintamos realizados.

A generalização de conhecimentos, por sua vez, apresenta as seguintes vantagens: Maior flexibilidade no que toca à adaptação ao mercado de trabalho. Como temos uma visão global da maioria das tecnologias a empresa facilmente nos enquadra nas suas necessidades. A constante aprendizagem em diferentes áreas é desafiante. No entanto a generalização de conhecimentos pode apresentar também as seguintes inconvenientes: falta de foco, se não somos pessoas particularmente úteis numa determinada área as empresas não nos vão contratar porque os nossos serviços podem não oferecer o valor suficiente de forma a alcançar os objetivos definidos. Se conhecemos apenas mais um pouco do que o cliente, provavelmente existe a necessidade de procurar uma pessoa mais especializada. A existência de mais competição ao nível do mercado de trabalho. A maioria das pessoas facilmente adquire informação generalizada sobre um vasto leque de assuntos. Podemos perder a noção do que somos dentro da empresa e de qual o papel que desempenhamos.

Na minha opinião, devemos especializar-nos numa ou duas áreas e tentar depois adquirir um conhecimento global dos temas mais atuais. Sendo especialistas ganhamos um nível de habilidade que poucas pessoas têm, uma vez que a especialização deve ser numa área muito procurada e na qual o nosso conhecimento é uma mais-valia. Se o conhecimento não é necessário então pode ser considerado, a menos que seja feito para realização própria, numa perda de tempo.

Tome a decisão que tomar o importante é que tente sempre sair da sua zona de conforto. Este facto vai permitir que continue a crescer, que continue a aprender e que permaneça motivado e com energia suficiente para realizar bem o seu trabalho.

Publicado a 27-02-2014 em RhOnline

http://www.rhonline.pt/cronicas/2014/02/27/especializacao-vs-generalizac...