Autor: Roberto Sousa

Governance

Já jogou xadrez com o gestor de projectos do cliente?

Analise o cenário de um projecto em status crítico. O trabalho do gestor de projecto do cliente é escalar problemas e riscos, logo que estes se tornam conhecidos e procurar indícios de novos problemas, sempre com elevado sentido de vigilância. Uma das missões do gestor de projecto é criar a confiança de que todos os esforços estão a ser canalizados para o encaminhamento correcto da resolução de problemas e aqui o realismo sobre o que está a ser reportado como problema/risco.

O valor da gestão de projectos do cliente é reconhecido. Além de eficaz, este introduz uma dinâmica interessante quanto a trabalhar com um gestor de projecto do cliente. Esta relação pode ser comparada a um jogo de xadrez, onde o gestor de projecto do serviço tem de pensar com alguma antecipação todas as jogadas até ao fim do jogo.

Como podemos então trabalhar com duas agendas opostas e não acabar em xeque-mate, onde ambos os lados perdem? Eis quatro sugestões. Com total transparência, demonstre que os objectivos são comuns. Ambos querem uma implementação de sucesso. Tenha uma conversa aberta com o Gestor de Projecto para discutir esse facto, onde foca que compreende a actual forma de operar da organização, cultura e processos. Eles também necessitam de compreender que existem elementos já realizados (pe: levantar falsos alarmes) que poderão resultar num consumo de esforço e tempo extra para ambos.

Lide só com os factos. Este é um momento em que as emoções estão ao rubro. Os colaboradores estão a trabalhar longos períodos podendo manifestar cansaço. É fácil para qualquer um dos lados relatar sobre a actividade no contexto do “Eu sinto que...”. Estas manifestações só servem para agravar a situação caso as mesmas não estejam correctas. Estabelecer em conjunto relatos sobre factos no contexto de “Estamos...” remove a subjectividade dos diferentes interlocutores.

Aceite cada oportunidade para trabalhar com as equipas e a gestão do cliente. Estar cara-a-cara e interagir com vários perfis e níveis hierárquicos da organização é um dos principais benefícios. Não se resguarde sempre que estas oportunidades surjam, pois poderão gerar novas sinergias, negócio ou parcerias. Estes encontros poderão ocorrer de forma furtuita nos corredores ou em espaços comuns. Aí transmita a sua opinião sobre as questões e dê ao cliente a perspectiva de ambos os lados.

Reconhecer falhas e erros. A conclusão a que chegamos é que ao longo do projecto ocorreram falhas de ambos os lados que contribuíram para que o projecto entrasse no status critíco. Negar um acontecimento que é da responsabilidade da sua equipa compromete a sua credibilidade. Assuma a responsabilidade e corrija-a.

Outro aspecto a ter em conta: se o seu papel e o papel do gestor de projectos do cliente fossem invertidos, agiria da mesma forma? Mobilize as forças de ambos, minimize as posições extremas (no exagero e na compreensão dos problemas) e trabalhe para ter as coisas feitas.