Mind Source anuncia a distribuição de ações da empresa a 15 consultores da sua equipa. 

Segundo Francisco Lopes da Fonseca, CEO da Mind Source, “esta é uma política nova que vai ter reflexão no próximo ano e que foi resultado dos pontos que queremos melhorar para continuar a evoluir enquanto empresa, assim como para consolidar a nossa posição enquanto Melhor Empresa para Trabalhar no nosso país.” Trata-se de uma iniciativa que se insere na política interna de gestão positiva do capital humano da empresa.

Internamente, o processo de partilha de capital é extensível a todos os consultores mediante os objetivos alcançados na sua avaliação de desempenho assente em critérios quantitativos, bem como o seu contributo diário para o alcance de novas conquistas e na resposta aos desafios lançados.

A iniciativa Mind Source Associates insere-se no plano a cinco anos MS-Share Capital de distribuição de capital, em que os seus consultores, e outros que se venham a juntar no futuro, poderão receber de forma cumulativa um conjunto significativo de ações com a correspondente valorização e dividendos associados. Para já, foram 15 os colaboradores que receberam ações, mas “estão previstos 200 pacotes de ação anuais durante os próximos cinco anos que poderão aumentar com o crescimento da empresa”, explica o CEO.

Considerada a 2ª Melhor Empresa para Trabalhar em Portugal e uma das Melhores no Top 100 da Europa, a Mind Source promove, assim, a repartição dos seus dividendos com os colaboradores, que já revelavam um sentimento de orgulho pela empresa, e grande empenho e enfoque no sucesso coletivo da equipa. Na opinião de Francisco Lopes da Fonseca, “se todos os Talentos da Mind Source sentirem, como agora, que a empresa partilha de forma justa os seus resultados sentirão uma maior vontade de contribuir para os mesmos, tal como um maior número ficará motivado a dar o melhor de si para atingir este reconhecimento”.