Autor: Roberto Sousa

Governance

A globalização dos negócios combinada com a mudança constante das tecnologias desafia a capacidade de gerir bem os sistemas de informação (SI). Os esforços de ontem para controlar os aspectos da integração dos sistemas já não são tão eficazes nos ambientes de informação de hoje. A procura de técnicas mais competentes de Gestão de Projectos (GP) é fundamental para a sobrevivência das organizações que dependem fortemente dos benefícios da tecnologia de computação.

A gestão eficaz do Projecto é um esforço ímpar e, em comparação com outras actividades dos SI, é frequentemente envolta em percepções em vez de serem vistas como um conjunto de princípios de gestão. Ainda é surpreendente descobrir que muitos são os profissionais que ignoram conceitos básicos na tentativa de formalizar uma abordagem única orientada para aspectos técnicos.

Acredito que a entrega eficaz de aplicações requer uma sólida compreensão dos princípios inerentes ao processo de GP. Os profissionais experientes aprenderam a aplicar os conceitos básicos, independentemente do Projecto. Ao mesmo tempo, é essencial reconhecer as diferenças de âmbito do Projecto sem que para isso sejamos cegos às regras ou demasiado rígidos.

Uma componente crucial em GP é a capacidade de liderar e comprometer as Pessoas nas metas definidas. Na realidade, as habilidades necessárias para gerir e liderar Pessoas têm sido menos enfatizadas face aos detalhes técnicos. Contudo, hoje o paradigma mudou. Claramente, os gestores de Projectos de sucesso têm dominado a arte de trabalhar com diversos tipos de organização incluindo fornecedores, Consultores e stakeholders promovendo na relação a liderança positiva e uma comunicação mais assertiva.

A falta de profissionais qualificados com visão de negócio bem como a necessidade de concentração nas competências mais técnicas faz com que muitas organizações procurem conhecimento além das fronteiras tradicionais. Por isso, várias organizações estão a reavaliar a terceirização de actividades de gestão e, no futuro, estas mudanças irão ser um forte complemento aos recursos internos, passando para estes o foco da inovação em soluções aplicacionais. Compreender os riscos e as recompensas com a terceirização da GP é agora obrigatória e vital para o sucesso de qualquer estratégia organizacional.